O devir e a sua expressão histórico-vitalista